CabeloPenteados

Linha do tempo – Os cabelos e penteados dos anos 60

Quando vejo imagens antigas, mesmo fotos de família, os penteados dos anos 60 chamam a minha atenção por mostrar como os profissionais eram muito mais artistas do que atualmente – hoje em dia o talento não é muito necessário para os cabeleireiros que vivem na geração da escova progressiva, que é algo que se aprende em 10 minutos.

Na década de 60 os cabelos e penteados eram mais estruturados. O que sempre achei interessante é que todas as classes sociais usavam esse cabelo, independentemente de onde moravam ou quais salões frequentavam.

Muitos profissionais buscam inspiração nos anos 60: foi nessa década que a mulher ganhou liberdade sexual com a conquista da pílula anticoncepcional, aumentando sua emancipação e atuação no mercado de trabalho ao mesmo tempo em que lidava com o culto à beleza feminina, algo que já vinha ganhando força desde a década anterior.

Os jovens ganharam destaque nos anos 60 estabelecendo uma moda própria, que influencia esse segmento até os dias de hoje. Além da minissaia, outro ponto que caracteriza esse movimento jovem é a New Face da Twiggy, considerada a primeira top model do mundo. A corrida espacial e a chegada do homem à lua também marcaram outra forte característica da década de 60 – o futurismo, representado pelas formas geométricas que surgiram não só na moda, mas também pelas mãos de Vidal Sassoon.

Linha do tempo dos cabelos nos anos 60:

Jackie Kennedy, 1961 – Era o visual mais cobiçado pelas mulheres, não tem como ver fotos da década de 60 e não achar esse tipo de penteado nos mais diversos comprimentos com volume no alto da cabeça. Era usado durante o dia e à noite ganhava ainda mais volume com o uso de apliques e acessórios.

Vidal Sassoon, 1963 – Criou um nova técnica de corte, o geométrico de cinco pontos  – o famoso “cabelo tigelinha”, também conhecido como Pageboy. Vidal Sassoon abriu seu salão em Londres na mesma semana da inauguração do salão da rede Toni & Guy. Os dois nomes ganharam destaque no mundo como os melhores.

Twiggy, 1966 – Ícone dos anos 60, a primeira top model trouxe a New Face, um visual mais jovem com ar de androgenia.

Brigitte Bardot, final da década de 60 – A francesa usava o cabelo volumoso com franja. Nessa época, muitas mulheres que não tinham estrutura para esse penteado usavam perucas. Os cabelos eram estruturados e comportados, com volume no alto. As franjas eram côncavas, longas nas laterais e mais curtas no meio, com um ar mais natural e chique ao mesmo tempo. Esse look apareceu bem no final dos anos 60 e esteve presente no começo do movimento hippie. Rabos de cavalo e coques altos e baixos também caracterizam os cabelos da década de 60.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *